ROSA ET AL Townhouse reabre a 1 Junho 2020
A saúde, segurança e bem-estar dos nossos colaboradores, parceiros e hospedes é a nossa primeira e única prioridade. Estamos a monitorizar a situação local, nacional e internacional do novo coronavirus COVID—19. Estamos a seguir rigorosamente todas as actualizações e orientações da Autoridade Nacional de Saúde — Direção-Geral de Saúde (DGS) — e da Organização Mundial de Saúde (OMS) para oferecer aos nossos hóspedes segurança e tranquilidade. Os nossos colaboradores receberam formação sobre as melhores e mais recentes práticas sugeridas pelas Autoridades de Saúde para o proteger a si e aos outros ao seu redor em qualquer situação.

A reabertura da townhouse e do restaurante é realizada de acordo com as orientações da Direção Geral de Saúde (DGS), Autoridade de Condições de Trabalho (ACT), Autoridade de Segurança Alimentar e Econômica (ASAE), Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (HACCP) e outras entidades relevantes.

A Townhouse tem apenas sete suites deluxe em Cedofeita, no Bombarda Art District, e dois pied-à-terre — apartamentos — no centro histórico Património da Humanidade UNESCO da cidade do Porto. Fique connosco e desfrute deste paraíso natural, exclusivo e privado, mesmo no centro da cidade do Porto que possibilita um ambiente limpo e seguro com menos pessoas, promovendo de forma natural e não restritiva a aconselhada distância social em qualquer situação. 
SELO SAFE & CLEAN
Turismo de Portugal 
De acordo com as diretrizes da Direção-Geral de Saúde (DGS), o Turismo de Portugal concedeu-nos o selo SAFE AND CLEAN, promovendo boas práticas de higiene e segurança, as quais a Townhouse — e todos os nossos estabelecimentos — compromete-se a manter nos mais altos padrões de excelência, como tem feito até aqui desde a sua inauguração, para a saúde de todos. 
SEJA UM AGENTE DE SAÚDE PÚBLICA
PROTEJA-SE A SI E AOS OUTROS
EM CASO DE DÚVIDA OU ALGUM SINTOMA
LIGUE PARA A LINHA SNS 24 — 808 24 24 24
ESTAMOS A FAZER O NOSSO MELHOR A CADA DIA
AJUDE-NOS A MELHORAR, FAÇA UMA SUGESTÃO

leia mais sobre os nossos procedimentos em tempo de coronavirus

PLANO DE CONTINGÊNCIA

Em articulação com os serviços de segurança e saúde no trabalho, foi redigido e revisto o Plano de Contingência e Protocolos Internos no âmbito da pandemia COVID—19. O plano, disponível para consulta dos hóspedes, inclui os procedimentos a adoptar perante um Trabalhador ou Cliente com sintomas de doença para prevenir e controlar eventuais infecções e a propagação do virus.

O plano descreve também os procedimentos adicionais implementados na detecção e vigilância de eventuais casos de COVID-19, em consonância com a Orientação da Direção-Geral de Saúde (DGS). De forma adicional, o Plano de Contingência descreve como a empresa continuará a funcionar durante ou após qualquer tipo de emergência, desastre ou evento, nomeadamente no âmbito de eventuais casos suspeitos e/ou confirmados de COVID—19.

O Plano de Contingência garante que os colaboradores da empresa estão aptos para colocar em prática todas as medidas preconizadas e conhecem os níveis de responsabilidade de todos os intervenientes no Plano em qualquer situação.


MEDIDAS DE PREVENÇÃO

I. Hotel e Restaurante
O nosso estabelecimento informa, de forma clara e visível desde o exterior, os clientes relativamente às novas regras de funcionamento, acesso, prioridade, atendimento, higiene, segurança e outras relevantes aplicáveis.


Os horários de abertura ao público foram ajustados e afixados à porta dos estabelecimentos, visíveis desde o exterior, por forma a permitir, menores fluxos de circulação e permanência de público.

No(s) nosso(s) espaço(s) é privilegiado o atendimento prioritário para pessoas idosas acima de 70 anos, imunodeprimidos, pessoas com compromisso do sistema imunitário, profissionais de saúde, elementos das forças e serviços de segurança, de proteção e socorro, pessoal das forças armadas e de prestação de serviços de apoio social.

O número de clientes em simultâneo foi também limitado de acordo com cada um dos espaços com frequência ou permanência de público e/ou pessoas externas ao serviço.
Para além da redução da capacidade / lotação dos nossos espaços abertos ao público. Várias medidas, como disposição de cadeiras e as mesas, foram adoptadas para facilitar a circulação e garantir uma distância segura. Os clientes são incentivados a usar áreas ao ar livre, como terraços e o jardim.

Mantemos, sempre que possível, a(s) porta(s) aberta(s) para minimizar o contacto com a mesma e as respectivas maçanetas, e promover o arejamento natural dos espaços, assegurando uma boa ventilação natural e renovação frequente de ar em todas as áreas (pelo menos 6 trocas de ar por hora). 

Foram definidos distâncias de segurança e desfasamentos na entrada e saída para minimizar os eventuais cruzamentos. As situações de espera para atendimento no interior do estabelecimento de prestação de serviços são proibidos. Os clientes são incentivados a fazer reservas antecipadas de mesa, proceder a compras online, bem como a utilização sistema 'Click and Collect' e/ou ’Take Away’, sempre que possível. 

Dispensadores de Solução Antisséptica de Base Alcoólica (SABA) foram disponibilizados em sítios estratégicos (ex. zona de refeições, registo biométrico, área de “isolamento”), conjuntamente com informação sobre os procedimentos de higienização das mãos na entrada / saída e instalações sanitárias do estabelecimento. A townhouse tem, pelo menos, um dispensador SABA em cada piso, com acesso público.

No serviço de mesa, é garantida uma limpeza completa e eficaz após cada uso. Os funcionários colocam pratos, copos, talheres e outros utensílios nas mesas somente na presença do cliente, garantindo que a limpeza e a higienização sejam feitas com cuidado antes e depois de cada uso. Foram retirados os motivos decorativos e todo e qualquer elementos físicos de potencial contacto com os clientes que não sejam indispensáveis à actividade do estabelecimento.

As ementas individuais foram substituídas por ementas que não necessitem de ser manipuladas pelos clientes (por exemplo, placas manuscritas de grandes dimensões ou digitais).

O Room Service está disponível para os hóspedes do hotel que desejam comer no conforto e privacidade de sua suite.

São privilegiados os meios de pagamento electrónico que que não impliquem contacto físico como MB Way, cartões contactless ou transferência bancária.
Se os clientes necessitarem de pagar com numerário, deverá ser em valor exacto, evitndo qualquer troco.

As políticas de cancelamento de reserva foram flexibilizadas de acordo, tendo em atenção situações relacionadas com COVID—19 ou a qualquer efeito colateral.

O livro de reclamações passou a ser digital www.livroreclamacoes.pt para evitar qualquer troca desnecessária de objectos.

Sempre que possível, serão privilegiadas as formas de contacto à distância com hóspedes, clientes, fornecedores e parceiros. Por exemplo, a todos os hóspedes são enviados e-mails antecipados com informações sobre a reserva, chegada e / ou estadia para minimizar a interacção desnecessária durante a estadia. Os hospedes, clientes, parceiros, fornecedores e entregas estão informados sobre o protocolo interno para aceder ao(s) nosso(s) espaços e estabelecimento.

II. Colaboradores e Clientes

QUANDO ESTIVER NAS NOSSAS INSTALAÇÕES,
ALERTE-NOS DE QUALQUER SITUAÇÃO SEMPRE
Todos os Colaboradores receberam informação e/ou formação especifica sobre o protocolo interno relativo ao COVID-19 e como cumprir as precauções básicas de prevenção e controlo de infecção relativamente ao surto de COVID-19. Isso garante que todos os colaboradores que trabalham no hotel operam de acordo e cumprem as medidas de higiene das mãos, as regras de etiqueta respiratória, de distanciamento físico e uso de máscaras (se aplicável).

Afixação de sinalização no exterior junto à entrada do estabelecimento bem como junto aos sanitários, com declaração das autoridades de saúde em Português e Inglês, relembrando as principais normas de higiene pessoal, interpessoal e de distanciamento social e, de forma especifica, as recomendações da DGS sobre higienização das mãos e sobre etiqueta respiratória, reafirmando que nenhuma pessoa, cliente, fornecedor ou estafeta, com febre ou sintomas poderá entrar ou permanecer nas instalações.

Procedemos à implementação da obrigatoriedade e promoção do uso de equipamentos de protecção pessoal para o acesso ou permanência no nossos espaços.
Será impedida a entrada de quem não for portador de máscara. 

Os hóspedes e clientes, fornecedores, parceiros e/ou estafetas devem desinfectar as mãos ao entrar nas nossas instalações.
Os colaboradores devem higienizar as mãos sempre que necessário, sempre que mudarem de tarefa especifica e a cada 30 minutos.

Os clientes devem observar/respeitar em toda e qualquer situação a distância entre pessoas de, pelo menos, 2 metros (exceto coabitantes).
Os colaboradores devem manter, sempre que possível, uma distância de 2 metros dos clientes e dos outros colaboradores.

Foram adotados procedimentos de conduta social, evitando (quando possível) o contacto próximo, apertos de mão, beijos, postos de trabalho partilhados, reuniões presenciais e partilha de comida, utensílios, copos e toalhas, assertivamente desencorajando o contacto físico entre terceiros no espaço.

Os Equipamentos de Protecção Individual (EPI) estão disponíveis para os colaboradores e são adequados à actividade profissional e ao risco de exposição. Os clientes são incentivados a trazer os seus próprios EPIs. Caso isso não seja possível, kits de EPI para os clientes são disponíveis, compostos no mínimo, uma máscara e um par de luvas descartáveis, com manual de instruções para seu correto manuseamento. Informações sobre o uso correcto do EPI foram afixadas em local visível.

Foi adotada a auto monitorização diária para avaliação da febre (medir a temperatura corporal e registar o valor e a hora de medição), verificação de tosse ou dificuldade em respirar, podendo ser realizadas medições de temperatura corporal a clientes e / ou trabalhadores para efeitos de acesso e permanência no local de trabalho.

Durante os tratamentos de in-room spa, os terapeutas usam EPI e os hóspedes tem de usar uma máscara. O terapeuta lavará e desinfectará as mãos antes e depois dos tratamentos. Desinfectar após e antes cada utilização as áreas de contacto comum.
III. Limpeza e Desinfecção

ESTAMOS A FAZER O NOSSO MELHOR A CADA DIA
AJUDE-NOS A MELHORAR, FAÇA UMA SUGESTÃO
A lavagem e desinfecção são feitas, de acordo com as orientações da DGS e o protocolo interno, dos espaços e superfícies onde colaboradores e clientes circulam.

Aquisição de stock proporcional à ocupação prevista do estabelecimento e seu funcionamento específico de materiais de limpeza de uso único, sobretudo panos de limpeza, toalhetes de limpeza de uso único humedecidos em desinfetante, lixívia, bem como de solução antissética de base alcoólica (SABA) ou solução à base de álcool a 70º.

Nas instalações sanitárias, para além do equipamento para lavagem de mãos com sabão líquido e toalhetes de papel de uso único, estão também previstos os dispensadores de solução antisséptica de base alcoólica ou solução à base de álcool a 70º.
Disponibilização, a colaboradores e clientes, toalhetes de papel para secagem das mãos nas instalações sanitárias e noutros locais onde seja possível a higienização das mãos. Higienizar pelo menos três vezes por dia as instalações sanitárias com produto que contenha na composição: detergente e desinfetant.

Para além destas medidas excepcionais, os planos de limpeza e higienização das instalações onde são indicadas técnicas de limpeza a adoptar estão implementados e afixado em local visível pelos colaboradores. As casas de banho, incluindo todos os equipamentos sanitários e banheiras, são profunda e regularmente limpos e desinfestados de acordo com as orientações da DGS.

Equipamentos de ar comprimido na limpeza (ex: aspiradores) foram desativados em todo e qualquer procedimento de limpeza, privilegiando em todas as situações a limpeza húmida à limpeza a seco.

A remoção da roupa de cama e atoalhados é feita sem a agitar ou sacudir, enrolando-a no sentido de fora para dentro, sem encostar ao corpo sendo acondicionadas em saco impermeável, fechando-o bem para seguir para a lavandaria (subcontratação). De acordo com as nossas lavandarias parceiras, a roupa de cama e atoalhados, bem como fardas dos colaboradores, são lavadas à temperatura mais alta que as fibras puderem suportar – ciclo de desinfecção pelo calor (pelo menos a 60ºC durante 30 minutos, ou entre 80-90ºC, com 10 minutos de contacto do calor com a roupa).

Serão especificados dois profissionais e/ou equipas diferentes: um para a remoção da roupa e fazer camas de lavado; outra para realizar a limpeza, em dois tempos de intervenção espaçados.

Procedimentos foram implementados de modo a garantir e reforçar uma adequada limpeza e desinfeção das superfícies, de acordo com a Orientação nº 014/2020 da DGS.

Desinfectar frequentemente, pelo menos seis vezes por dia com recurso a detergentes apropriados de base desinfectante que cumpram os requisitos recomendados pela DGS na sua Orientação n.º 014/2020, todas as zonas de contacto frequente (equipamentos, objectos, utensílios, superfícies, instalações sanitárias, mobiliário, pavimentos, portas e maçanetas, cadeiras, expositores, cabides, bancadas, interruptores de luz e de elevadores, torneiras de lavatórios, mesas, corrimãos, etc.)

Desinfectar após cada utilização, com recurso a detergentes adequados, os equipamentos críticos (tais como terminais de pagamento automático e ementas individuais), os dispositivos de pedidos digitais, as áreas de atendimento, as mesas, os assentos e as áreas de contacto comuns.

Trocar as toalhas e higienizar as mesas e as cadeiras com produtos recomendados entre cada cliente. Da mesma forma, a loiça utilizada pelos clientes é sempre lavada em máquina de lavar com detergente apropriado, a temperatura elevada (80-90 ºC).

Privilegiar contentor de resíduos com abertura não manual e saco plástico (com espessura de 50 ou 70 microns).
CASOS SUSPEITOS

EM CASO DE DÚVIDA OU ALGUM SINTOMA
LIGUE PARA A LINHA SNS 24 — 808 24 24 24
Os colaboradores são explicitamente treinados sobre como reconhecer e agir diante de um cliente ou trabalhador com um caso suspeito de COVID—19. Também são informados sobre como monitorizar os sintomas e como proceder em caso de suspeita de infecção por SARS-CoV-2.

Qualquer pessoa, clientes e trabalhadores, que desenvolvam sinais ou sintomas sugestivos de COVID—19 fora das nossas instalações não devem apresentar-se no local de trabalho ou aceder às nossas instalações, e devem contactar a Linha SNS24 — 808 24 24 24 — ou outras linhas telefónicas criadas especificamente para o efeito, e proceder de acordo com as indicações fornecidas. 

Para restringir o contacto direito com os casos confirmados e/ou suspeitos que possam surgir, foi estabelecida área(s) de “isolamento” especifica e o(s) circuito(s) até à mesma(s), nomeadamente para colaboradores e/ou para cliente(s) que estejam nas instalações da empresa.

O local de isolamento identificado para isolar uma ou mais pessoas está dotado de ventilação natural, e/ou sistema de ventilação mecânica, casa de banho, stock de materiais de limpeza, máscaras cirúrgicas e luvas descartáveis, termómetro, contentor de resíduos não manual, sacos de resíduos, sacos de recolha de roupa usada, kit com água e alguns alimentos não perecíveis, todos os items devidamente higienizados e acondicionados, com instruções para o seu correto manuseamento e autoproteção. O local possui ainda revestimentos lisos e laváveis.

O hotel está equipado com o kit de ‘Area de Isolamento’ supracitado bem como a respectiva sinalização, de fácil acesso, armazenada no percurso de acesso à Área de Isolamento.

Foram actualizados e afixados, em local acessível, os contactos da linha SNS24 — 808 24 24 24 — que avalia potenciais casos e contacta com a respectiva Autoridade Local de Saúde —, bem como os contactos do Serviço de Saúde do Trabalho e do(s) médico(s) do trabalho responsável(veis) pela vigilância da saúde dos trabalhadores da empresa; ou, de forma complementar, outras linhas telefónicas que venham a ser criadas ou já existam especificamente para o efeito.

Foram ainda adoptadas estratégias para que exista sempre ao serviço um colaborador responsável por accionar os procedimentos em caso de suspeita de infecção (acompanhar a pessoa com sintomas ao espaço de isolamento, prestar-lhe a assistência necessária e contactar o serviço nacional de saúde).

Será realizada uma limpeza e desinfecção (descontaminação) profundas da área de “isolamento”, após o periodo de quarentena previsto e aconselhado na sequência de o doente / caso suspeito deixar a área.

Os resíduos do Caso Confirmado serão acondicionados em saco de plástico que, após ser fechado (ex. com abraçadeira), deve ser segregado e enviado para operador licenciado para a gestão de resíduos hospitalares com risco biológico.

Da mesma forma, a(s) farda(s) dos profissionais da equipa de limpeza não deve ser levada para lavar em casa,  deve ser lavada em máquina, em lavandaria, a temperaturas elevadas. De preferência, e segundo indicação às lavandarias parceiras, proceder a uma máquina de lavar roupa só para a roupa dos clientes afectados e as fardas dos profissionais. Os EPI descartáveis serão considerados resíduos biológicos / lixo indiferenciado, não seguindo para a reciclagem.
FALE CONOSCO
CONTACTE-NOS 

SEJA UM AGENTE DE SAÚDE PÚBLICA
PROTEJA-SE A SI E AOS OUTROS

Em caso de dúvidas ou preocupações não mencionadas neste documento, or se pretender ter acesso ao Plano de Contingência completo, entre em contato conosco.

Este é apenas um resumo de algumas das medidas implementadas e reforçadas no nosso hotel para garantir a saúde, a segurança e o bem-estar dos nossos hospedes, clientes, colaboradores, fornecedores e parceiros.



Form Reservas

you can also complete your booking on our online platform https://rosaetal.hstayspms.pt/Booking#offers